terça-feira, 13 de abril de 2010

O que é o Postulado?

O Postulado é o convite que todo vocacionado recebe, “Vinde e Vede” (JO, 1-39), através do qual o candidato se prepara para o noviciado e decide ou não a abraçar a vida religiosa, no carisma da Congregação, no nosso caso, o Guanelliano.
Após o período de aspirantado, através de um pedido formal, manuscrito, e apreciação do conselho provincial, o candidato à vida religiosa é admitido no Postulado. Nesta etapa, o postulante terá a oportunidade de refletir sobre as motivações e suas expectativas quanto à vida religiosa guanelliana, que tem, como objetivo geral, possibilitar ao postulante alcançar uma maior clareza quanto à origem de sua vocação, amadurecimento de sua decisão, experimentando viver no seguimento de Jesus Cristo, à luz do Evangelho e do Carisma deixado pelo Padre Luis Guanella.
Aqui, nós somos ajudados a viver um desapego, através do qual optamos em seguir Jesus Cristo, que foi pobre, casto e obediente. Somos conduzidos a uma escolha livre e responsável à vida guanelliana. Cada Postulante é convidado a confrontar-se e, assim, aprofundando-se no autoconhecimento, e na formação cristã Guanelliana. Nesse período, temos também a oportunidade de conhecer a vida e a missão de nossa província, especialmente no que se refere aos destinatários de nosso carisma, as crianças e os jovens que se encontram em estado de abandono material ou moral, assim como os idosos, os menores com deficiência, estendendo-nos ainda no atendimento ao povo de Deus, no trabalho pastoral.
Já é o segundo ano que o postulado Guanelliano esta em Piraquara, Paraná. Neste ano, somos oito postulantes: Antonio e Gildenor de Pernambuco, Francisco Bernardone do Piauí, Tiago da Bahia, Elimar de Goiás, Eli Marcel e Ricardo de São Paulo e Valdecir de Santa Catarina. Seguimos um regimento interno, com um programa que contemple as dimensões da vivência humana, cristã e Guanelliana, tudo isso em consonância com as atividades próprias desta etapa (Oração, estudo, convivência, trabalhos domésticos e trabalhos pastorais, junto à comunidade Nossa Senhora do Perpétuo Socorro).

Por Elimar Macedo

Nenhum comentário:

Postar um comentário